Claim Ownership

Author:

Subscribed: 0Played: 0
Share

Description

 Episodes
Reverse
Quando a gente aprende a fluir com os ritmos da vida, planejar é um ato criativo. Essa é a premissa selvagem #11, e é sobre isso que conversamos nesse episódio. Barbara Nickel e Mariana Bandarra criaram o podcast Talvez Seja Isso para conversar sobre o livro Mulheres que Correm com os Lobos, de Clarissa Pinkola Estés e, em uma combinação com outras referências, criaram as 11 Premissas Selvagens. Essas premissas são o nosso mapa para quem busca trazer as competências da Mulher Selvagem para o cotidiano.  Queremos saber como elas ressoam por aí, na tua vida. Escreve pra gente: sim@planejamentoselvagem.com.br Para baixar o e-book: https://planejamentoselvagem.com.br/talvezsejaisso Para saber mais sobre o Planejamento Selvagem: https://planejamentoselvagem.com.br 11 Premissas Selvagens: 1. Você é responsável por criar aquilo que você quer que exista. 2. Você não precisa fazer tudo sozinha. 3. Sua produtividade não determina o seu valor. 4. Sem gentileza, cuidado e prazer, o sucesso é uma força destrutiva. 5. Trabalhe len-ta-men-te. Descansar é parte do trabalho. 6. Não há foco sem distração. Continue voltando. 7. É só dar um passo e ele te prepara para o próximo. 8. Sua atenção é um recurso finito e precioso. 9. Uma lista interminável de coisas para fazer é uma tática infalível para aprisionar uma mulher. 10. A alegria é revolucionária. 11. Quando a gente aprende a fluir com os ritmos da vida, planejar é um ato criativo. 
A alegria é revolucionária. Essa é a décima premissa selvagem, e é sobre isso que conversamos nesse episódio. Barbara Nickel e Mariana Bandarra criaram o podcast Talvez Seja Isso para conversar sobre o livro Mulheres que Correm com os Lobos, de Clarissa Pinkola Estés e, em uma combinação com outras referências, criaram as 11 Premissas Selvagens. Essas premissas são o nosso mapa para quem busca trazer as competências da Mulher Selvagem para o cotidiano.    Queremos saber como elas ressoam por aí, na tua vida. Escreve pra gente: sim@planejamentoselvagem.com.br Para baixar o e-book: https://planejamentoselvagem.com.br/talvezsejaisso Para saber mais sobre o Planejamento Selvagem: https://planejamentoselvagem.com.br   11 Premissas Selvagens: 1. Você é responsável por criar aquilo que você quer que exista. 2. Você não precisa fazer tudo sozinha. 3. Sua produtividade não determina o seu valor. 4. Sem gentileza, cuidado e prazer, o sucesso é uma força destrutiva. 5. Trabalhe len-ta-men-te. Descansar é parte do trabalho. 6. Não há foco sem distração. Continue voltando. 7. É só dar um passo e ele te prepara para o próximo. 8. Sua atenção é um recurso finito e precioso. 9. Uma lista interminável de coisas para fazer é uma tática infalível para aprisionar uma mulher. 10. A alegria é revolucionária. 11. Quando a gente aprende a fluir com os ritmos da vida, planejar é um ato criativo. 
Uma lista interminável de coisas para fazer é uma tática infalível para aprisionar uma mulher. Essa é a nona premissa selvagem, e é sobre isso que conversamos nesse episódio. Barbara Nickel e Mariana Bandarra criaram o podcast Talvez Seja Isso para conversar sobre o livro Mulheres que Correm com os Lobos, de Clarissa Pinkola Estés e, em uma combinação com outras referências, criaram as 11 Premissas Selvagens. Essas premissas são o nosso mapa para quem busca trazer as competências da Mulher Selvagem para o cotidiano. Queremos saber como elas ressoam por aí, na tua vida. Escreve pra gente: sim@planejamentoselvagem.com.br Para baixar o e-book: https://planejamentoselvagem.com.br/talvezsejaisso Para saber mais sobre o Planejamento Selvagem: https://planejamentoselvagem.com.br 11 Premissas Selvagens: 1. Você é responsável por criar aquilo que você quer que exista. 2. Você não precisa fazer tudo sozinha. 3. Sua produtividade não determina o seu valor. 4. Sem gentileza, cuidado e prazer, o sucesso é uma força destrutiva. 5. Trabalhe len-ta-men-te. Descansar é parte do trabalho. 6. Não há foco sem distração. Continue voltando. 7. É só dar um passo e ele te prepara para o próximo. 8. Sua atenção é um recurso finito e precioso. 9. Uma lista interminável de coisas para fazer é uma tática infalível para aprisionar uma mulher. 10. A alegria é revolucionária. 11. Quando a gente aprende a fluir com os ritmos da vida, planejar é um ato criativo.
Sua atenção é um recurso finito e precioso. Essa é a oitava premissa selvagem, e é sobre isso que conversamos nesse episódio. Barbara Nickel e Mariana Bandarra criaram o podcast Talvez Seja Isso para conversar sobre o livro Mulheres que Correm com os Lobos, de Clarissa Pinkola Estés e, em uma combinação com outras referências, criaram as 11 Premissas Selvagens. Essas premissas são o nosso mapa para quem busca trazer as competências da Mulher Selvagem para o cotidiano.    Queremos saber como elas ressoam por aí, na tua vida. Escreve pra gente: sim@planejamentoselvagem.com.br Para baixar o e-book: https://planejamentoselvagem.com.br/talvezsejaisso Para saber mais sobre o Planejamento Selvagem: https://planejamentoselvagem.com.br   11 Premissas Selvagens: 1. Você é responsável por criar aquilo que você quer que exista. 2. Você não precisa fazer tudo sozinha. 3. Sua produtividade não determina o seu valor. 4. Sem gentileza, cuidado e prazer, o sucesso é uma força destrutiva. 5. Trabalhe len-ta-men-te. Descansar é parte do trabalho. 6. Não há foco sem distração. Continue voltando. 7. É só dar um passo e ele te prepara para o próximo. 8. Sua atenção é um recurso finito e precioso. 9. Uma lista interminável de coisas para fazer é uma tática infalível para aprisionar uma mulher. 10. A alegria é revolucionária. 11. Quando a gente aprende a fluir com os ritmos da vida, planejar é um ato criativo. 
É só dar um passo. Ele te prepara para o próximo. Essa é a sétima premissa selvagem, e é sobre isso que conversamos nesse episódio. Barbara Nickel e Mariana Bandarra criaram o podcast Talvez Seja Isso para conversar sobre o livro Mulheres que Correm com os Lobos, de Clarissa Pinkola Estés e, em uma combinação com outras referências, criaram as 11 Premissas Selvagens. Essas premissas são o nosso mapa para quem busca trazer as competências da Mulher Selvagem para o cotidiano.  Queremos saber como as premissas ressoam por aí, na tua vida. Escreve pra gente: sim@planejamentoselvagem.com.br Para baixar o e-book: https://planejamentoselvagem.com.br/talvezsejaisso Para saber mais sobre o Planejamento Selvagem: https://planejamentoselvagem.com.br 11 Premissas Selvagens: 1. Você é responsável por criar aquilo que você quer que exista. 2. Você não precisa fazer tudo sozinha. 3. Sua produtividade não determina o seu valor. 4. Sem gentileza, cuidado e prazer, o sucesso é uma força destrutiva. 5. Trabalhe len-ta-men-te. Descansar é parte do trabalho. 6. Não há foco sem distração. Continue voltando. 7. É só dar um passo e ele te prepara para o próximo. 8. Sua atenção é um recurso finito e precioso. 9. Uma lista interminável de coisas para fazer é uma tática infalível para aprisionar uma mulher. 10. A alegria é revolucionária. 11. Quando a gente aprende a fluir com os ritmos da vida, planejar é um ato criativo. 
Não há foco sem distração. Continue voltando. Essa é a sexta premissa selvagem, e é sobre isso que conversamos nesse episódio. Barbara Nickel e Mariana Bandarra criaram o podcast Talvez Seja Isso para conversar sobre o livro Mulheres que Correm com os Lobos, de Clarissa Pinkola Estés e, em uma combinação com outras referências, criaram as 11 Premissas Selvagens. Essas premissas são o nosso mapa para quem busca trazer as competências da Mulher Selvagem para o cotidiano.  O livro que a Mari menciona logo no início do episódio é de autoria de Neil Fiore, Ph.D: "The Now Habit: A Strategic Program for Overcoming Procrastination and Enjoying Guilt-Free Play". Queremos saber como as premissas ressoam por aí, na tua vida. Escreve pra gente: sim@planejamentoselvagem.com.br Para baixar o e-book: https://planejamentoselvagem.com.br/talvezsejaisso Para saber mais sobre o Planejamento Selvagem: https://planejamentoselvagem.com.br 11 Premissas Selvagens: 1. Você é responsável por criar aquilo que você quer que exista. 2. Você não precisa fazer tudo sozinha. 3. Sua produtividade não determina o seu valor. 4. Sem gentileza, cuidado e prazer, o sucesso é uma força destrutiva. 5. Trabalhe len-ta-men-te. Descansar é parte do trabalho. 6. Não há foco sem distração. Continue voltando. 7. É só dar um passo e ele te prepara para o próximo. 8. Sua atenção é um recurso finito e precioso. 9. Uma lista interminável de coisas para fazer é uma tática infalível para aprisionar uma mulher. 10. A alegria é revolucionária. 11. Quando a gente aprende a fluir com os ritmos da vida, planejar é um ato criativo. 
Trabalhe len-ta-men-te. Descansar é parte do trabalho. Essa é a quinta premissa selvagem, e é sobre isso que conversamos nesse episódio. Barbara Nickel e Mariana Bandarra criaram o podcast Talvez Seja Isso para conversar sobre o livro Mulheres que Correm com os Lobos, de Clarissa Pinkola Estés e, em uma combinação com outras referências, criaram as 11 Premissas Selvagens. Essas premissas são o nosso mapa para quem busca trazer as competências da Mulher Selvagem para o cotidiano. Queremos saber como elas ressoam por aí, na tua vida. Escreve pra gente: sim@planejamentoselvagem.com.br  Para baixar o e-book: https://planejamentoselvagem.com.br/talvezsejaisso  Para saber mais sobre o Planejamento Selvagem: https://planejamentoselvagem.com.br  11 Premissas Selvagens: 1. Você é responsável por criar aquilo que você quer que exista. 2. Você não precisa fazer tudo sozinha. 3. Sua produtividade não determina o seu valor. 4. Sem gentileza, cuidado e prazer, o sucesso é uma força destrutiva. 5. Trabalhe len-ta-men-te. Descansar é parte do trabalho. 6. Não há foco sem distração. Continue voltando. 7. É só dar um passo e ele te prepara para o próximo. 8. Sua atenção é um recurso finito e precioso. 9. Uma lista interminável de coisas para fazer é uma tática infalível para aprisionar uma mulher. 10. A alegria é revolucionária. 11. Quando a gente aprende a fluir com os ritmos da vida, planejar é um ato criativo.
Sem gentileza, cuidado e prazer, o sucesso é uma força destrutiva. Essa é a quarta premissa selvagem, e é sobre isso que conversamos nesse episódio. Barbara Nickel e Mariana Bandarra criaram o podcast Talvez Seja Isso para conversar sobre o livro Mulheres que Correm com os Lobos, de Clarissa Pinkola Estés e, em uma combinação com outras referências, criaram as 11 Premissas Selvagens. Essas premissas são o nosso mapa para quem busca trazer as competências da Mulher Selvagem para o cotidiano. Para quem tiver interesse na definição de cuidado mencionada, segue a citação precisa:  "[...] sugerimos que cuidar seja visto como uma atividade humana que inclui tudo o que fazemos para manter, dar continuidade e reparar o nosso “mundo”de modo que possamos viver nele tão bem quanto possível. Esse mundo inclui nossos corpos, nossos "eus", nosso ambiente, todos esses elementos que buscamos entrelaçar em uma complexa rede de sustentação da vida" (FISCHER; TRONTO, 1990, p. 40). FISCHER, B.; TRONTO, J. Toward a feminist theory of caring. In: ABEL, E. K.; NELSON, M. K. (org.). Circles of care: work and identify in women's lives. Albany: State University of New York, 1990. p. 35–62. Queremos saber como as premissas selvagens ressoam por aí, na tua vida. Escreve pra gente: sim@planejamentoselvagem.com.br Para baixar o e-book: https://planejamentoselvagem.com.br/talvezsejaisso  Para saber mais sobre o Planejamento Selvagem: https://planejamentoselvagem.com.br  11 Premissas Selvagens: 1. Você é responsável por criar aquilo que você quer que exista. 2. Você não precisa fazer tudo sozinha. 3. Sua produtividade não determina o seu valor. 4. Sem gentileza, cuidado e prazer, o sucesso é uma força destrutiva. 5. Trabalhe len-ta-men-te. Descansar é parte do trabalho. 6. Não há foco sem distração. Continue voltando. 7. É só dar um passo e ele te prepara para o próximo. 8. Sua atenção é um recurso finito e precioso. 9. Uma lista interminável de coisas para fazer é uma tática infalível para aprisionar uma mulher. 10. A alegria é revolucionária. 11. Quando a gente aprende a fluir com os ritmos da vida, planejar é um ato criativo.
Sua produtividade não determina o seu valor. Essa é a terceira premissa selvagem, e é sobre isso que conversamos nesse episódio. Barbara Nickel e Mariana Bandarra criaram o podcast Talvez Seja Isso para conversar sobre o livro Mulheres que Correm com os Lobos, de Clarissa Pinkola Estés e, em uma combinação com outras referências, criaram as 11 Premissas Selvagens. Essas premissas são o nosso mapa para quem busca trazer as competências da Mulher Selvagem para o cotidiano.    Queremos saber como elas ressoam por aí, na tua vida. Escreve pra gente: sim@planejamentoselvagem.com.br Para baixar o e-book: https://planejamentoselvagem.com.br/talvezsejaisso Para saber mais sobre o Planejamento Selvagem: https://planejamentoselvagem.com.br   11 Premissas Selvagens: 1. Você é responsável por criar aquilo que você quer que exista. 2. Você não precisa fazer tudo sozinha. 3. Sua produtividade não determina o seu valor. 4. Sem gentileza, cuidado e prazer, o sucesso é uma força destrutiva. 5. Trabalhe len-ta-men-te. Descansar é parte do trabalho. 6. Não há foco sem distração. Continue voltando. 7. É só dar um passo e ele te prepara para o próximo. 8. Sua atenção é um recurso finito e precioso. 9. Uma lista interminável de coisas para fazer é uma tática infalível para aprisionar uma mulher. 10. A alegria é revolucionária. 11. Quando a gente aprende a fluir com os ritmos da vida, planejar é um ato criativo. 
Você não precisa fazer tudo sozinha. Essa é a segunda premissa selvagem, e é sobre isso que conversamos nesse episódio. Barbara Nickel e Mariana Bandarra criaram o podcast Talvez Seja Isso para conversar sobre o livro Mulheres que Correm com os Lobos, de Clarissa Pinkola Estés e, em uma combinação com outras referências, criaram as 11 Premissas Selvagens. Essas premissas são o nosso mapa para quem busca trazer as competências da Mulher Selvagem para o cotidiano.    Queremos saber como elas ressoam por aí, na tua vida. Escreve pra gente: sim@planejamentoselvagem.com.br Para baixar o e-book: https://planejamentoselvagem.com.br/talvezsejaisso Para saber mais sobre o Planejamento Selvagem: https://planejamentoselvagem.com.br   11 Premissas Selvagens: 1. Você é responsável por criar aquilo que você quer que exista. 2. Você não precisa fazer tudo sozinha. 3. Sua produtividade não determina o seu valor. 4. Sem gentileza, cuidado e prazer, o sucesso é uma força destrutiva. 5. Trabalhe len-ta-men-te. Descansar é parte do trabalho. 6. Não há foco sem distração. Continue voltando. 7. É só dar um passo e ele te prepara para o próximo. 8. Sua atenção é um recurso finito e precioso. 9. Uma lista interminável de coisas para fazer é uma tática infalível para aprisionar uma mulher. 10. A alegria é revolucionária. 11. Quando a gente aprende a fluir com os ritmos da vida, planejar é um ato criativo. 
Você é responsável por criar aquilo que você quer que exista. Essa é a primeira premissa selvagem, e é sobre isso que conversamos nesse episódio. Barbara Nickel e Mariana Bandarra criaram o podcast Talvez Seja Isso para conversar sobre o livro Mulheres que Correm com os Lobos, de Clarissa Pinkola Estés e, em uma combinação com outras referências, criaram as 11 Premissas Selvagens. Essas premissas são o nosso mapa para quem busca trazer as competências da Mulher Selvagem para o cotidiano.    Queremos saber como elas ressoam por aí, na tua vida. Escreve pra gente: sim@planejamentoselvagem.com.br Para baixar o e-book: https://planejamentoselvagem.com.br/talvezsejaisso Para saber mais sobre o Planejamento Selvagem: https://planejamentoselvagem.com.br   11 Premissas Selvagens: 1. Você é responsável por criar aquilo que você quer que exista. 2. Você não precisa fazer tudo sozinha. 3. Sua produtividade não determina o seu valor. 4. Sem gentileza, cuidado e prazer, o sucesso é uma força destrutiva. 5. Trabalhe len-ta-men-te. Descansar é parte do trabalho. 6. Não há foco sem distração. Continue voltando. 7. É só dar um passo e ele te prepara para o próximo. 8. Sua atenção é um recurso finito e precioso. 9. Uma lista interminável de coisas para fazer é uma tática infalível para aprisionar uma mulher. 10. A alegria é revolucionária. 11. Quando a gente aprende a fluir com os ritmos da vida, planejar é um ato criativo. 
Voltamos! Nós duas (Barbara Nickel e Mariana Bandarra) criamos essa temporada para te contar sobre as 11 Premissas Selvagens, um mapa para quem quer trazer as competências da Mulher Selvagem para o cotidiano. Mas vamos admitir: nesse primeiro episódio, o que a gente mais faz é matar a saudade mesmo. Que coisa boa estarmos juntas novamente, gravando, e começando essa conversa contigo. Que alegria te reencontrar. A gente mal podia esperar! Para falar com a gente, nos escreve aqui: sim@planejamentoselvagem.com.br Para baixar o e-book: https://planejamentoselvagem.com.br/talvezsejaisso Para saber mais sobre o Planejamento Selvagem: https://planejamentoselvagem.com.br 
Saiba mais sobre o Planejamento Selvagem: http://planejamentoselvagem.com.br   Apoie este projeto (nos ajude a mantê-lo vivo e ganhe recompensa!): https://apoia.se/talvezsejaisso   Acesse nosso site: http://www.talvezsejaisso.com   Escreva pra gente: sim@talvezsejaisso.com   Talvez seja isso é um podcast sobre o livro Mulheres que correm com os Lobos, de Clarissa Pinkola Estés. Barbara Nickel e Mariana Bandarra discutem, a cada episódio, sobre um capítulo. Nas episódio, estamos encerrando a leitura, falando do capítulo 15, posfácio e agradecimentos — além de mencionar um adendo e uma história extra que não estão incluídas na edição brasileira. Em muitos aspectos este episódio marca o fim de um ciclo, mas vale lembrar que, se você chegou até aqui neste momento, talvez este seja o episódio certo para você entrar na conversa.    Nós sentimos que a leitura coletiva deste livro é uma força poderosíssima, que vai muito além do processo de cura individual de cada uma. Mulheres que mudam juntas, mudam o mundo.   Nossos agradecimentos profundos a todas as pessoas que nos ajudaram ao longo desse processo, e foram muitas, de muitas formas diferentes. Mesmo que esteja nos descobrindo apenas agora, isso inclui você. 
Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/simtalvezsejaisso Participe do grupo de Facebook (só para mulheres): https://www.fb.com/groups/talvezsejaisso Apoie este projeto (nos ajude a mantê-lo vivo e ganhe recompensa!): https://apoia.se/talvezsejaisso Acesse nosso site: http://www.talvezsejaisso.com Saiba mais sobre o Planejamento Selvagem: http://planejamentoselvagem.com.br Escreva pra gente: sim@talvezsejaisso.com Ouça todos os episódios no seu aplicativo favorito de podcasts ou no YouTube: https://www.youtube.com/c/talvezsejaisso Talvez seja isso é um podcast sobre o livro Mulheres que correm com os Lobos, de Clarissa Pinkola Estés. Barbara Nickel e Mariana Bandarra discutem, a cada episódio, sobre um capítulo. Esse episódio é sobre o capítulo 14, que tem como título “La selva subterránea: A iniciação na floresta subterrânea” e no qual a Dra. Clarissa nos apresenta a história A Donzela sem Mãos.  A gente fez uma pausa nas na publicação dos episódios, mas o nosso grupo fechado no Facebook não parou. Se ainda não participa, pode vir e trazer as amigas. É essa leitura coletiva que torna esse projeto tão poderoso para todas nós. Mulheres que mudam juntas, mudam o mundo. Essa jornada só faz sentido porque estamos todas juntas. Que bom que você nos encontrou. A gente estava te esperando.
Planejamento Selvagem: www.planejamentoselvagem.com.br/talvezsejaisso   Grupo no Facebook só para mulheres: https://www.facebook.com/groups/talvezsejaisso    Apoie este projeto: https://apoia.se/talvezsejaisso    Acesse nosso site: www.talvezsejaisso.com   Escreva pra gente: sim@talvezsejaisso.com    Talvez seja isso é um podcast sobre o livro Mulheres que correm com os lobos, de Clarissa Pinkola Estés. A cada episódio, Mariana Bandarra e Barbara Nickel destrincham os ensinamentos de um capítulo. Este episódio é a parte dois de uma conversa sobre a história do Barba Azul, a força predatória dentro de nós mesmas que precisa ser farejada, desmascarada, enganada e destruída para que o novo possa florescer. Se você não ouviu a parte 1 do episódio, recomendamos fortemente que você volte e ouça a parte um antes.  Nós sentimos que a leitura coletiva deste livro é uma força poderosíssima, que vai muito além do processo de cura individual de cada uma. Mulheres que mudam juntas, mudam o mundo. 
Um presente para nossas ouvintes: http://planejamentoselvagem.com.br/talvezsejaisso  Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/simtalvezsejaisso Participe do grupo de Facebook (só para mulheres): https://www.fb.com/groups/talvezsejaisso Apoie este projeto (nos ajude a mantê-lo vivo e ganhe recompensa!): https://apoia.se/talvezsejaisso Acesse nosso site: http://www.talvezsejaisso.com Saiba mais sobre o Planejamento Selvagem: http://planejamentoselvagem.com.br Escreva pra gente: sim@talvezsejaisso.com Ouça todos os episódios no seu aplicativo favorito de podcasts ou no YouTube: https://www.youtube.com/c/talvezsejaisso  Talvez seja isso é um podcast sobre o livro Mulheres que correm com os Lobos, de Clarissa Pinkola Estés. Barbara Nickel e Mariana Bandarra discutem, a cada episódio, sobre um capítulo. Esse episódio é sobre o capítulo 13, que tem como título “Marcas de combate: A participação no clã das cicatrizes” e no qual a Dra. Clarissa nos apresenta a história A mulher dos cabelos de ouro. Na introdução desse episódio, compartilhamos um depoimento lindo da Winnie Kássimo, uma de nossas ouvintes de Recife. A gente fez uma pausa nas na publicação dos episódios, mas o nosso grupo fechado no Facebook não parou. Se ainda não participa, pode vir e trazer as amigas. É essa leitura coletiva que torna esse projeto tão poderoso para todas nós. Mulheres que mudam juntas, mudam o mundo. Essa jornada só faz sentido porque estamos todas juntas. Que bom que você nos encontrou. A gente estava te esperando.
Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/simtalvezsejaisso   Participe do grupo de Facebook (só para mulheres): https://www.fb.com/groups/talvezsejaisso   Apoie este projeto (nos ajude a mantê-lo vivo e ganhe recompensa!): https://apoia.se/talvezsejaisso   Acesse nosso site: http://www.talvezsejaisso.com   Saiba mais sobre o Planejamento Selvagem: http://planejamentoselvagem.com.br   Escreva pra gente: sim@talvezsejaisso.com   Ouça todos os episódios no seu aplicativo favorito de podcasts ou no YouTube: https://www.youtube.com/c/talvezsejaisso   Talvez seja isso é um podcast sobre o livro Mulheres que correm com os Lobos, de Clarissa Pinkola Estés. Barbara Nickel e Mariana Bandarra discutem, a cada episódio, sobre um capítulo. Esse episódio é sobre o capítulo 12, que tem como título “A demarcação do território: os limites da raiva e do perdão” e no qual a Dra. Clarissa nos apresenta as histórias O Urso da Meia-Lua e As Árvores Ressecadas.   A gente fez uma pausa nas gravações, mas o nosso grupo fechado no Facebook não parou. Se ainda não participa, pode vir e trazer as amigas. É essa leitura coletiva que torna esse projeto tão poderoso para todas nós. Mulheres que mudam juntas, mudam o mundo. Essa jornada só faz sentido porque estamos todas juntas.   Que bom que você nos encontrou. A gente estava te esperando.
Conheça o Planejamento Selvagem: www.planejamentoselvagem.com.br/talvezsejaisso Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/simtalvezsejaisso   Participe do grupo de Facebook (só para mulheres): https://www.fb.com/groups/talvezsejaisso   Apoie este projeto (nos ajude a mantê-lo vivo e ganhe recompensa!): https://apoia.se/talvezsejaisso   Acesse nosso site: http://www.talvezsejaisso.com   Escreva pra gente: sim@talvezsejaisso.com   Ouça todos os episódios no seu aplicativo favorito de podcasts ou no YouTube: https://www.youtube.com/c/talvezsejaisso   Talvez seja isso é um podcast sobre o livro Mulheres que correm com os Lobos, de Clarissa Pinkola Estés. Barbara Nickel e Mariana Bandarra discutem, a cada episódio, sobre um capítulo. Esse episódio é sobre o capítulo 11, que tem como título “O cio: a recuperação de uma sexualidade sagrada” e no qual a Dra. Clarissa nos apresenta 3 histórias: a da Baubo, a do Coyote Dick e a da viagem a Ruanda.   A gente fez uma pausa nas gravações, mas o nosso grupo fechado no Facebook não parou. Se ainda não participa, pode vir e trazer as amigas. É essa leitura coletiva que torna esse projeto tão poderoso para todas nós. Mulheres que mudam juntas, mudam o mundo. Uma novidade: agora estamos também no Spotify! Finalmente! Ficou mais fácil de nos ouvir, nos encontrar e nos recomendar para suas amigas. Essa jornada só faz sentido porque estamos todas juntas.   Que bom que você nos encontrou. A gente estava te esperando.   Photo by Katie Treadway on Unsplash
Crie um 2018 do seu jeito com o Planejamento Selvagem: http://ascriadoras.com.br/ (encerra em 28/2/2018)   Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/simtalvezsejaisso   Participe do grupo de Facebook (só para mulheres): https://www.fb.com/groups/talvezsejaisso   Apoie este projeto (nos ajude a mantê-lo vivo e ganhe recompensa!): https://apoia.se/talvezsejaisso   Acesse nosso site: http://www.talvezsejaisso.com   Escreva pra gente: sim@talvezsejaisso.com   Talvez seja isso é um podcast sobre o livro Mulheres que correm com os Lobos, de Clarissa Pinkola Estés. Barbara Nickel e Mariana Bandarra discutimos, a cada episódio, sobre um capítulo. Esse é sobre os contos Menininha dos Fósforos e Três Cabelos de Ouro, porque a gente decidiu dividir em duas partes o capítulo 10, que trata da vida criativa. Você não precisa ter lido o livro ou ter ouvido todos os episódios do podcast para entender esse episódio, mas pode ser mais útil ouvir pelo menos o anterior, em que falamos sobre o conto La Llorona. Nesse capítulo inteiro sobre a vida criativa, a Dra. Clarissa nos explica que, quando uma mulher não consegue criar - ou não consegue se orgulhar do que ela cria - é porque algo não está bem. Nessa conversa, a gente fala do quanto é essencial ter pessoas ao nosso redor que nos apoiem, que nos aqueçam, nessa jornada. Falamos sobre foco, sobre fantasias que nos impedem de avançar e também sobre a hora de parar. O cansaço não é opcional. Ele faz parte do processo. Quando a gente entende o ciclo da vida criativa, o nosso jeito de criar muda. A gente muda.   Eu e a Mari sempre falamos sobre o quanto a leitura coletiva desse livro é uma força poderosa, por isso ficamos muito emocionada de receber e incluir neste episódio o depoimento da Vic, a Victoria Campello. Criamos um grupo fechado no Facebook para que mulheres como nós e como você possam trocar experiências e insights. A gente deixa o convite para que você venha com a gente nessa jornada. Que traga as amigas também. Essas conversas transformam a gente. Mulheres que mudam juntas, mudam o mundo. É nisso que a gente acredita.   Esse é o último episódio do ano. Se você quiser criar o 2018 do seu jeito, conheça o Planejamento Selvagem, um programa que nós criamos para que você consiga focar no que você quer de verdade. Saiba mais no site ascriadoras.com.br. Nosso desejo para o seu novo ano: que você sinta, de verdade, a sua vida criativa fluir como um rio saudável de água bem limpa e forte. Que as suas criações, sejam quais forem, transbordem para o mundo, porque é disso que o mundo precisa. Dá para fazer o que você quer. E você não precisa fazer tudo sozinha.   Photo by Diana Simumpande on Unsplash
Participe do grupo de Facebook (só para mulheres): https://www.fb.com/groups/talvezsejaisso Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/simtalvezsejaisso  Apoie este projeto (nos ajude a mantê-lo vivo e ganhe recompensa!): https://apoia.se/talvezsejaisso Acesse nosso site: http://www.talvezsejaisso.com Escreva pra gente: sim@talvezsejaisso.com Talvez seja isso é um podcast sobre o livro Mulheres que correm com os Lobos, de Clarissa Pinkola Estés. Barbara Nickel e Mariana Bandarra discutem, a cada episódio, sobre um capítulo. Esse é sobre o conto La Llorona, o primeiro do capítulo 10, que trata da vida criativa. Nós decidimos dividir esse capítulo em duas partes, porque esta conversa é importantíssima e traz lições muito ricas sobre o fluxo de criação que é o estado natural das mulheres. Uma questão central aqui é a de que criar não é simplesmente algo que nós mulheres fazemos – é o que nós somos. Criar o novo é um processo metabólico e quando uma mulher não consegue criar—ou não consegue se orgulhar do que ela cria — é porque ela não está bem. No início, trazemos um depoimento poderosíssimo da Mauren Veras, nossa ouvinte e apoiadora. Ela fala sobre o parto da filha, sobre como o processo de autoconhecimento e conexão com o feminino foi essencial para ela neste momento. Somos muito gratas por termos mulheres como a Mauren no nosso grupo, que compartilham com generosidade suas experiências e aprendizados. Nós sentimos que a leitura coletiva deste livro é uma força poderosíssima, que vai muito além do processo de cura individual de cada uma. Mulheres que mudam juntas, mudam o mundo. Depois do episódio, as melhores conversas acontecem entre amigas. No nosso grupo fechado no Facebook, um grupo de mulheres incríveis está desvendando essas histórias e compartilhando seus insights. O link pro grupo está aqui: http://www.fb.com/groups/talvezsejaisso (Photo by Christopher Campbell on Unsplash)
Comments (14)

Michele Porfírio

onde está a parte 2 do capítulo 2?

Mar 17th
Reply

Gleyce Almeida

🤍🤍🤍🤍🤍

Oct 30th
Reply

Verônica Kell

♡ MARAVILHOSO

Sep 25th
Reply

Lari Meneses

Amei esse ep.... perfeito!

May 7th
Reply

Bruna Coral Lanzarini

Estava com saudades! gratidão Mariana e Bárbara

Oct 22nd
Reply

Bruna Florencio

Voltei a ler esse livro depois de encontrar esse podcast! Obrigada pelo trabalho e discussões, meninas!

Jul 3rd
Reply

Catherine Paixão

Olá, que podcast incrível, obrigada pelo trabalho ❤️ to com um dúvida: não encontro o episódio dois do Barba Azul. Conseguem ajudar?

Jun 18th
Reply

Rachel Filomena Ferraz

muito legal encontrar vocês. comecei a ler Clarice pelo " a ciranda de mulheres sábias" que parece que ela inspira mulheres a descobrir sua sabedoria entre mulheres

Apr 16th
Reply

Anelice Araujo

Já gostei.

Mar 27th
Reply

Juliana Fecher Winter

Amei

Sep 6th
Reply

Marisol Sena

Que música é essa? 2

Aug 23rd
Reply

Marie Inaeh

gurias! sou uma gaúcha em SP e convivo com este livro há uma década em casa. no Natal, quase o dei para uma mulher que é loba urbana... sendo que quem precisa dele sou eu...! esta mulher é uma grande figura e líder espiritual, então a dedicatória serviu pra deixar o livro mais "talismã" ainda. E ser meu presente de Natal!! de mim para mim...! quero muito entrar na comunidade do Facebook. perdi de vista o email. ouvir vocês é muito forte. as lágrimas e sorrisos se misturam, na selvageria natural do contato com a gritante dualidade que habita a nós, que já fomos mais libertas e alegres e por algum motivo murchando, tendo perdido ou sufocado nossos poderes, belezas e sutilezas por aí, em gentes e situações abusivas, dependentes e deprimentes. grata pelo resgate, coragem e senso inovador. temos que "sair do armário" de séculos de repressão e opressão, e voar e ser e estar sem medos excessivos da noite, do outro, das relações as quais estamos presas por algum motivo; e de ser o que a nossa alma grita, implora e pede que sejamos. estou encantada com seu podcast! Bah gurias!! ahow!!

Jan 10th
Reply

Renata Barbosa

Podcast maravilhoso para reflexão. Ouvi-las é como se olhar num espelho, verdade nua e crua bem na sua frente.

Nov 27th
Reply

Luciana Sousa

Que música é essa?

Sep 28th
Reply
loading
Download from Google Play
Download from App Store